jump to navigation

A Operosa Providência Divina março 26, 2009

Posted by Ramon Barbosa in Liderança, Reflexão, Sabedoria.
Tags:
1 comment so far

O Espiritismo ensina que Deus é a Inteligência Suprema do Universo e a causa primária de todas as coisas. Além de ser a origem de tudo, Ele sustenta o equilíbrio universal.

A Divindade não é uma personalidade, manchada pelas paixões humanas. O Ser Supremo não tem favoritos ou perseguidos, não se ofende ou sofre. A regência do Universo não se dá ao acaso de gostos ou opiniões de momento. Deus rege o Cosmo com base em leis imutáveis e perfeitas, plenas de justiça e misericórdia. O maravilhoso Estatuto Divino preside à evolução de todas as criaturas e ao gigantesco balé dos astros, em sua trajetória milenar. Entretanto, Deus não se limita a observar o concerto cósmico a que deu início e que Suas leis perfeitas impulsionam e sustentam. Ele se faz presente e operante na vida dos seres em evolução, em forma de Providência.

Jesus inovou o pensamento religioso ao apresentar Deus como um Pai amoroso. O amor divino é essencialmente ativo. Afinal, o Cristo afirmou que Ele e o Pai sempre estão a trabalhar. O labor de Deus manifesta-se na forma de misericórdia na vida de Seus filhos. É inerente a seres imperfeitos o cometimento de equívocos. Apenas quem atingiu a perfeição não mais se equivoca.

No planeta Terra, somente Jesus apresentou-Se em estado de pureza espiritual. Todos os outros Espíritos que aqui aportaram, por grandes que tenham sido, cometeram erros. Se os Espíritos são livres em seu agir, respondem por tudo o que fazem. Entretanto, a Providência Divina constantemente minora as conseqüências dos atos infelizes. Essa atuação pode ser percebida nas mais variadas circunstâncias.

É freqüente que motoristas se distraiam no trânsito, mas poucas distrações têm consequências graves. Na maior parte das vezes, os envolvidos apenas levam sustos que os incentivam a serem mais atentos.

Frases infelizes nem sempre captam a atenção dos destinatários. Importantes descuidos com a saúde raramente geram enfermidades com o potencial previsível. Nesses pequenos lances de sorte tem-se a Providência atuando.

Preste atenção na importância da compaixão Divina em sua vida. Perante situações desagradáveis que lhe aconteçam, reflita se o seu agir não poderia ter gerado eventos ainda mais graves. Lembre-se de desatinos que cometeu e que não impactaram o seu viver. Mas principalmente entenda a finalidade da proteção que tem recebido. Ela é o acréscimo de misericórdia em sua vida, não um incentivo a que siga inconsequente.

A título de gratidão, esforce-se em ser melhor e mais prudente a cada dia.

Anúncios

Pedras Preciosas março 24, 2009

Posted by Ramon Barbosa in Reflexão.
add a comment

Conta-se que um homem caminhava pelo deserto, sentindo a inclemência do sol a castigar-lhe a pele e a sede a atormentá-lo. Em meio ao imenso areal, embora totalmente só, pôde ouvir com nitidez uma voz que lhe dizia: Pega umas pedras. Coloca-as no teu bolso e amanhã sentirás ao mesmo tempo tristeza e alegria. O homem obedeceu. Inclinou-se, recolheu um punhado de pedras e as colocou no bolso.

Concluiu a travessia e, na manhã seguinte, quando despertou, constatou que as pedras haviam se convertido em diamantes, rubis e esmeraldas. Então, como predissera a voz, sentiu-se feliz e triste ao mesmo tempo.

Feliz, por ter recolhido as pedras que agora lhe eram um grande tesouro. Triste por não ter recolhido outras tantas e ser ainda mais rico.

* * *

Assim ocorre com o processo da educação. Os homens de sabedoria nos convidam a investir alto nela, a nos esmerarmos com as gerações novas, os nossos rebentos que apenas enflorescem os nossos jardins. A educação é processo delicado que requer investimento constante.

É na convivência diária, nos pequenos exemplos do cotidiano que a criança se educa, para o bem ou para o mal. Porque, em verdade, quer queiramos ou não, todos somos educadores. Educamos pela palavra, pelo exemplo, pela ação. Lamentamos, hoje, o estado da nossa infância e da nossa juventude, muita vez bem distante dos ideais de nobreza e elevação, mais interessada em atender aos seus próprios interesses, imediatistas e egoístas. Mas os culpados por esta situação somos nós mesmos, os que nos encontramos a caminho com elas. Em vez de estabelecermos limites, disciplina, ordem, tememos o julgamento dos nossos pares, amigos e parentes e deixamos que tudo corra à matroca.

Ora, criança sem limites será o adolescente sem limites e o homem inconsequente do amanhã, que pensará que tudo o que existe no mundo lhe é devido. Que as pessoas existem para servi-lo e a vida para ser usufruída de forma alucinada.

Por isso mesmo, em todo processo educativo a mensagem do Cristo deve se fazer presente. Graças a ela, aprendemos que todos somos filhos do mesmo Pai, herdeiros, portanto, da mesma fortuna que é o mundo e a vida, com direitos à saúde, ao ensino, ao respeito. É Jesus que nos convida ao amor, à doação, à fraternidade, graças aos quais alcançaremos verdadeiramente melhores condições de vida na Terra.

* * *

Os ideais são como as estrelas. Parece-nos que jamais os alcançaremos, mas, à semelhança dos marinheiros em alto-mar, traçamos os nossos caminhos, seguindo-os. Seja um dos nossos ideais o esmero na educação, própria e dos que nos rodeiam, sempre atentos às nossas atitudes.